.

.

.

16 de novembro de 2010

.


Quieto; muito quieto é que a gente chama o amor:
como em quieto as coisas chamam a gente.


(Guimarães Rosa - Grande sertão: Veredas)

.
.

9 comentários:

Lia Araújo disse...

Minha linda... saudades de vc!
Sorrio só de vê as suas atualizações no meu blog! E quando venho aqui... me encanto@!

beijos querida
otima semana

Patricia s2 disse...

esse quieto me dói, apesar de nem sempre ser quieto pois minha alma grita e isso me corrói por dentro.

Lindo como sempre...

Renata Fagundes disse...

como Guimarães mesmo disse

"A felicidade se encontra em horinhas de descuido"

beijos cintilantes

VEREDAS, por Marluce disse...

Suzi,


...as coisas "chamam" a gente, incendiando a vida!


Um abraço, Marluce

VEREDAS, por Marluce disse...

Suzi,


...as coisas "chamam" a gente, incendiando a vida!


Um abraço, Marluce

Ná* disse...

Tudo lindo por aqui;
como sempre! ^^

Beijo grande.

LUZIA disse...

Lindo Suely!!

Estava com saudades de você e de suas postagens...

Beijooo

Mel. disse...

Su,

QUE SAUDADE!!!!

MUITO FELIZ POR VOCÊ ESTAR DE VOLTA!!!!

beijos, amiga linda!!!! :)

Milene disse...

Oi Suzi, achei seu blog há um tempo, mas por algum erro, meu acomp. como seguidora não estava ativo. Hj reparei nisso, e consertei...
Nossa, seu blog é um bálsamo para o viver. Tão delicado...
Hj compartilhei essa postagem e deixei como dica seu blog, no meu - o Aromais ! Abraço essencial para ti.