.

.

.

16 de setembro de 2010

.

.



Em consideração a mim, cobri-me de recuos.
Eu, que de docilidades me fizera.



(Hilda Hilst - Memória)

(Poesia completa)

.
.

8 comentários:

Patricia s2 disse...

LINDO!!!!
AMEI A POESIA...
BELA ESCOLHA!!!!
AQUI TA TUDO LINDO...
BJS!!

Lia Araújo disse...

Menina linda do meu core... amo, amo a Hilda...

é tão difícil ser doce, né?
Mas, é infinitamente mais difícil permanecer doce....


bjos querida
E obrigada pelo carinho de sempre ;D

LUZIA disse...

Lindo ;)

Carla disse...

Aqui é tudo sempre tudo tão delicado e bonito... :)

Sorrisos pra você também!

Pérola Anjos disse...

Às vezes a vida pede um recuo, são as pausas da vida. Que elas tragam mais cores!

Beijos!

ErikaH Azzevedo disse...

Ai amiga...deixa eu te abraçar vai....dois corações se aquecem bem mais rápido né!

Te aperto em meus braços viu!

Erikah

Ester disse...

Uma suavidade seu blog!

Prazer em conhecer, ler e ficar...

Bjs!

Hannah disse...

Que lindo...adoro os poemas da Hilda.

Uma semana doce pra vc Suzi e obrigado por me seguir!

Bjs