.

.

.

7 de setembro de 2010

.


Meus dias são sempre como uma véspera de partida.
Movimento-me entre as pontas como quem sabe
que daqui a pouco já não vai estar presente.



Nada modificará o estar das coisas no mundo,
e a minha partida ontem, hoje ou amanhã,
não mudará coisa alguma.


(Caio F. Abreu)

.
.

6 comentários:

Leo disse...

Mas é claro que muda, as cores...
fica mais cinza, mais escuro.

Beijos, Suzi!!!

Mariana Oliveira disse...

Eu queria que quando eu partisse as coisas pudessem mudar ao menos. Mais séra que realmente não muda nada???

Fica essa duvida no ar e essa certeza nas lindas e doces palavras do nosso querido, Caio.

Enorme Abraço, Suzi :)

Karine Melo disse...

Que beloo, Suzi!

Que você tenha um lindo dia.

beijoo, bonita :*

Camila Jornada "Análise do ser" disse...

Olá, querida Suzi!
Tudo bem?
Muito obrigada pelo recadinho no meu blog... fiquei muito feliz quando eu li... muitos abraços!

ErikaH Azzevedo disse...

vendo um lado positivo nas partidas ,é que muitas carregam a força imensuravel do recomeçar...e são tantos rcomeçares nas nossas vidas né... não somos feitos de vida e morte , somos feitos de renasceres...

Meu abraço, meu carinho para a menina sonho.

Erikah

Sαbrinα Frehí disse...

difícil pensar sobre isso!