.

.

.

23 de maio de 2012

.



O meu olhar é nítidoo como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás ...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto.



|Fernando Pessoa - O Guardador de Rebanhos|

|Poemas completos de Alberto Caeiro|





.

Nenhum comentário: