.

.

.

3 de janeiro de 2011

.


Não posso acreditar que eu tenha me mostrado difícil de ser conduzido,
não posso acreditar que uma palavra amistosa,
um pegar-pela-mão tranquilo, um olhar bondoso
não pudesse conseguir de mim tudo o que se queria.


(Franz Kafka - Carta ao pai)



A leitura desse livro nos ajuda a entende melhor 'A metamorfose',
do mesmo autor.

. .

3 comentários:

Suzi disse...

.

Kafka escreveu a carta na intenção de enviá-la de fato ao pai.

Ele pensava poder melhorar a relação com seu pai através da carta... ela foi entregue a mãe.Esta teria se recusado a encaminhá-la adiante e, 'provavelmente acompanhadas de algumas palavras bondosas, devolveu a Franz', sabedora, talvez de que o marido jamais a leria. Hermann pouco se interessava pelos problemas do filho...

Por que Kafka jamais entregou a 'Carta ao pai' a seu destinatário, nunca ficou claro.

.
.

Leo disse...

Sim, ler esse livro dá todo sentido à metamorfose!!

Adoro, leio e releio...

Beijos, Suzi!!

Saudades.

Alice disse...

Lindo amiga!
Beijoss