.

.

.

12 de agosto de 2010

.


Preciso pegar minhas coisas e partir. Viajar, esquecer, talvez amar.




Mas é tarde demais.
A bruma dissipou-se,
o céu começa a ficar outra vez lentamente azul,
e eu preciso partir.


(Caio F. Abreu - Bem longe de Marienbad)

.
.

. .

7 comentários:

Karine Melo disse...

Ahh, que lindo!

O céu sempre fica azul outra vez, e as vezes, partidas são inevitáveis.

beijos, minha flor :*

Paulinha Leite disse...

Olá amada, estou passando pra dizer que fiz o selo oficial de meu blog e estou compartilhando com todos aqueles cuja essencia ilumina meu cantinho. E voce é uma dessas pessoas cheias de luz!
Espero que aceite com todo carinho. Está em minha última postagem.

Beijo no coracao! :)

Lia Araújo disse...

Que parti... e nunca mais voltar.
mas, amar... não quero mais! =[

bjos querida

A.S. disse...

Suzi...

Talvez amar! Só o amor nos faz viver a vida em plenitude!


BeijOOO
AL

Sil.. disse...

Suzi....pelamorrrrrrrdedeussssss, que blog mais lindoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo é esse?
(Todos, aliás onde já te sigo)

Suzi, eu A-M-O Caio.
Respiro Caio, e muitas coisas dele que ainda leio, vou as lágrimas.

Caio, Lispector, Caetano e tantos outros...que maravilhaaaaaaaa ter te encontrado.
Simplesmente DIVINOOOO seu blog, to encantada!!!!

Tbm te sigo, com louvor!

Super abraço meu!

Leo disse...

No fim das contas o céu sempre fica azul, parece.

Beijão, Suzi. Saudades!!

Eloisa disse...

SÚ!!!
Amar e Amar, sempre...
Coisa mais lindaaaaaa esse teu cantinho. Passo por aqui e me encanto sempre!!! Saudades!!!
Bjsss e mais Bjssss amiga do coração