.

.

.

25 de julho de 2010


.


.

A saudade é o bolso onde a alma guarda aquilo que ela provou e aprovou.
Aprovadas foram as experiências que deram alegria.
O que valeu a pena está destinado à eternidade.
A saudade é o rosto da eternidade refletido no rio do tempo.


(Rubem Alves - Concerto para corpo e alma)

.
.

3 comentários:

Grasi disse...

Suzi,
saudade... às vezes bem vinda, às vezes não...
Só quem sente é que sabe o peso dela na sua vida.
Bjão querida e um domingo super iluminado.

Lia Araújo disse...

Adoro Rubens Alves,ultimo texto que escrevi foi baseado na impressão que tive de um livro dele que estou lendo

bjos querida
bom domingo

Ivanúcia Lopes" disse...

Saudades...companhia mais presente em minha vida...

Bjos querida!